RON MUECK – Aprenda 9 lições com o mestre do Hiper Realismo e torne-se um melhor escultor!!

Esse domingo fui visitar a exibição do artista Hiper Realista Ron Mueck, que está rolando no Museu de Arte Moderna (Mam) do RJ! Detalhe, quase esqueci desse evento, que inaugurou dia 29/março e acontece apenas até 01/jun. Ou seja, se você está nas redondezas do RJ  e ainda não foi, corre que essa é a última semana!! Aproveite pois  o ingresso não é caro (R$14 inteira) e a exposição é de tirar o fôlego!!

O projeto itinerante reúne 9 obras recentes de Mueck. Estreiando seu tour em Paris, a exibição também esteve em Buenos Aires, antes de chegar ao Rio de Janeiro.

Agora, falando mesmo sobre a exposição em si, parece que cada obra é colocada de forma estratégica em cada ponto da galeria com o intuito de despertar as  mais diversas emoções nos visitantes!! Logo de cara somos chocados com a imagem gigante da famosa galinha morta, a obra  Still Life(Natureza Morta)-2009 .Alguns passos depois encaramos a sobriedade  e naturalidade de Woman with Shopping (Mulher com as compras)- 2003. Já no outro canto da galeria um casal idoso gigante nos transmite paz e harmonia, ao imagina-los em um dia gostoso na praia, Couple under an Unbrella (Casal debaixo do guarda-sol)-2013!

Enfim…é tudo tão real que parece que a qualquer momentos as obras vão respirar, ou sair andando na sua frente! Uma sessão bem interessante da exposição é a exibição de um filme sobre a produção das 3 obras inéditas de Mueck, de uma forma simples e sem áudio são  mostradas partes do processo de criação do artista , que acaba por responder todas as dúvidas criadas na mente dos visitantes (Como ele consegue fazer isso??). É mesmo de arrepiar!!! Infelizmente esse filme não está disponível na integra na internet, mas achei 2  teasers, bem curtinhos:

Depois de toda essa inspiração eu precisava escrever um post à altura desse artista!! Não teria a mínima graça simplesmente postar fotos das obras do artista aqui, já que todos nós conhecemos ou vimos, pelo menos uma vez, algum trabalho de Mueck rolando na internet. Você ainda não conhece Mueck???Meu Deus!!! Corre agora para o google, ou se tiver um conta pinterest, vá até o final da página onde você acha um link para o meu perfil, lá você pode ver a minha pasta repleta de imagens de obras do artista! 

Por isso fiz uma lista de 9 coisas que aprendi com Ron Mueck  ao visitar sua exposição e conhecer um pouco mais sobre sua vida e trabalho! Todos nó podemos aprender um pouquinho com esse mestre!

01 – História. Mueck é um artista australiano que reside atualmente na Grã Bretanha. Ele iniciou sua carreira artística produzindo marionetes e modelos para comerciais e filmes, foi trabalhando com efeitos especiais no segmento publicitário, que lapidou suas técnicas  para a qualidade que apresenta hoje em suas obras! Obras –primas históricas, antigas fábulas e lendas são fonte de inspiração para o artista!

02 –  Paixão /Cuidado. Estudando um pouco mais o artista é fácil perceber o envolvimento e cuidado que ele tem em todo o processo de cada escultura. Não apenas a modelagem e aspectos que envolvem a criação, mas principalmente todos os passos do “casting” (Molde e replicas), pintura, caracterização e até mesmo exposição das obras.  Neste vídeo, com o making of da estreia da exposição em Paris, você pode ver o próprio artista acertando detalhes finais de cada escultura, já dispostas no salão da galeria. Isso não quer dizer que ele faça tudo sozinho! Ele tem ajudantes que se envolvem nos processos…mas a presença de Mueck é constante.

03 – Simplicidade.  Nas filmagens exibidas dentro da exposição, essa característica do artista é evidente! Quando pensamos em um Super Escultor conhecido mundialmente por suas obras estonteantes é fácil vir à mente uma imagem pré-concebida de um cara cheio de firulas, com um estúdio ultramoderno. Que Nada!! As imagens mostram um estúdio todo bagunçado, com um cara “simplão” de tênis e moletom, trabalhando com equipamentos simples e improvisados que se bobear são quase os mesmo que você tem aí no seu estúdio!

 

04 – Referências. O artista não economiza nas referências. é claro!  Para trazer tanta realidade às suas obras, esse é um ponto chave! Além de imagens em livros de anatomia, ele também se utiliza de modelos vivos. Para cada obra ele faz e refaz  desenhos em papel craft  e modela  mockups em oilclay de tamanhos variados, estudando o movimento e disposição de cada integrante. É um processo bem detalhado e demorado, mas só com tanta pesquisa é possível chegar num resultado tão perfeito!

Claro que nem todos nós  podemos trazer modelos vivos para dentro de casa! Mas um exercício ótimo é observar bastante o rosto das pessoas na ruas, as proporções do corpo e outros detalhes. Sempre que puder faça uma pausa na sua modelagem, dê uma volta até a padaria quem sabe, e observe as pessoas. Ao voltar com a cabeça mais arejada e cheia de referências reais, você verá sua escultura com outros olhos.

05 –Realidade .O que mais impressiona nas obras de Mueck é a realidade que cada corpo e expressão apresenta. Seja ela pequenininha, ou gigante. Ele, de fato, representa pessoas reais! Elas não são belíssimas, com um rosto perfeitinho, todo simétrico….são pessoas comum, as vezes feias e com seus defeitos, por isso se confundem com pessoas reais!

Por muitas vezes ao modelarmos corpos e rostos, buscamos a perfeição idealizada. Um corpo sarado, mostrando os músculos. A mulher com seios perfeitos , bunda empinada e com um rosto de modelo de revista! Tente imaginar sua modelagem como uma pessoa real…com o corpo que pessoas reais têm, sofrendo a ação do tempo e força da gravidade como acontece no mundo real.

 

06 – Capturar vida. Cada obra é tão real e cheia de vida, que ao observar cada expressão representada, acabamos por sentir a mesma sensação da escultura! Se é que isso é possível! Cada pensamento e sentimento que temos dentro de nós, de alguma forma se exterioriza, seja em nossos rostos ou movimentos corporais. Mueck , não apenas cria corpos realísticos, mas também dá vida à eles explorando essa condição do corpo humano: falar sem palavras.

07 – Textura. Nossa que aula de textura essa exposição! Uma coisa é ver imagens das obras pela tela do computador, o que já é impressionante, mas observa-las ali ao vivo, é indescritível! O tempo dedicado em cada ranhura, poros e demais detalhes é o que fará a diferença no produto final! As vezes corremos com nossos trabalhos, não vendo a hora de vê-los finalizados, mas ter paciência para imprimir cada detalhe é fundamental! Mueck não parece fazer uso de recursos tecnológicos para texturizar suas obras:  esponjas, escovinhas  ferramentas de dentista, tempo, técnica e paciência são as armas secretas do artista!

 

08 – Pintura. A pintura é tão importante, se não mais, do que a texturização. Uma pintura usando as técnicas erradas ou malfeita  pode mascarar e esconder  todo o trabalho realizado durante a texturização. Já uma pintura utilizando as técnicas corretas , feita suavemente e levando em conta os detalhes da textura, dá vida à mesma! O mais difícil ao pintar um corpo humano  vivo é retratar a transparência da camada de pele. O fluxo sanguíneo, poros e manchas devem estar em harmonia e ainda convencer que por baixo daquela fina camada existem tendões e veias.

Uma técnica que Ron Mueck utiliza com muita maestria é aplicar uma camada de tinta, cuja a mistura é  bem estudada anteriormente, ainda no molde antes de preenche-lo com uma fina camada de resina e depois a fibra de vidro, dessa forma os pigmentos de tinta se fundem com o material dando o efeito tão real de pele rosada. Depois disso, é claro, ele complementa a pintura com todos os demais detalhes.

09 – Molde e Tiragem. Esse é um processo que não utilizo muito aqui na Fun Size, mas sei que muitos de vocês fazem com bastante frequência….ao ver aquelas peças gigantescas eu ficava imaginando como ele criava os moldes e preenchia com o material final de cada escultura?? Tentar explicar é impossível…mas você vai entender nessa série de vídeos abaixo! Geralmente Mueck faz o corpo das esculturas em fibra de vidro e as cabeças em silicone, para a aplicação de pelos. Nas obras onde todo o corpo é coberto de pelos, o jeito é fazer toda a escultura em silicone!!



Nossa!!! Esse post ficou enorme!!!Mas é impossível escrever sobre esse mestre em poucos parágrafos! Obrigada pela paciência, se você foi um dos que conseguiu ler até o final!  Vale a pena marcar esse post na sua área de favoritos e rever os vídeos e imagens durante seu processo de produção. É inspiração pura!

Quero saber se você conseguiu visitar a exposição de Ron Mueck no MaM do RJ, e o que achou!! Se não deu pra ir, esse post ajudou a conhecer as obras do artista??Não deixe de comentar!!

Te vejo no próximo post!!!

By | 2017-10-03T04:05:54+00:00 maio 26th, 2014|Uncategorized|

Sobre o Autor:

“Brincar de massinha pode parecer coisa de criança, mas foi motivada por essa paixão de infância que deixei de lado o diploma de Biomédica para me dedicar à arte da modelagem”

Deixar Um Comentário